O blogger é atualizado de acordo com as batidas do meu coração. É um prazer tê-los comigo.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

HOMENS SÃO APENAS HOMENS

Recebi um desabafo que está postado na página "deles" mas vou respondê-lo aqui, pela relevância que acredito, esse assunto tenha para várias pessoas e suas igrejas.
Caro A., conheço de perto uma história como a sua. Um amigo foi convidado a se retirar da igreja da qual fazia parte, quando decidiu seguir seu coração. Acho absurdo que pessoas que falem em nome de Deus se sintam no direito de impor regras, a ponto de acreditar que sabem mais do que outros mortais. Regras existem para que sejam seguidas, mas para isso é preciso que se acredite nelas de corpo, alma e coração. Caso contrário, vc será apenas um robô obedecendo a comandos externos. Vc acredita na regra imposta pela sua Igreja, de que as pessoas precisam ficar juntas mesmo que não se façam felizes? Se vc acha que seguir essa norma é mais forte do que seguir seu coração, vc deve optar por ficar casado, ou ficará se culpando a vida inteira por ter desobedecido sua igreja. O Deus verdadeiro nos quer em paz, feliz e acima de tudo, espera que sejamos responsáveis pelos nossos atos. Não é preciso que pároco nenhum seja responsável pelos seus atos. Vc é homem suficiente para reconhecer seus deveres e suas obrigações. Tanto é assim, que vc não cedeu aos seus impulsos e está se mantendo fiel à sua esposa até que decida o que fazer. Não foi o pároco de sua igreja quem lhe mandou fazer isso, foi sua consciência.
Vc se casou ainda menino, era de se esperar que ou ela ou vc, uma hora qualquer, se visse envolvido com outra pessoa. Vcs pularam uma etapa muito importante da vida. O casamento de vcs ainda durou muito, já que vc cita que não havia cumplicidade. E que bom que conseguiram, até então, criar seus filhos em um ambiente de  harmonia. Acontece, que agora, com a entrada de outra pessoa no seu coração, é inevitável o fim. E vc está no caminho certo, está analisando, pensando, aguardando. Isso mostra maturidade e sensatez que são imprecindiveis em momentos de decisões tão delicadas, como um divórcio. 
Só uma coisa não consigo entender. Vc está pensando  na possibilidade de largar seu casamento para viver um amor, e sabe que isso acarreterá um inevitável sofrimento a vc, sua esposa, seus filhos, a família de ambos, pois não há separação sem dor. E ainda encontra espaço dentro de vc para se preocupar com a igreja que frequenta, seus fiéis e seu pároco? Eles deveriam te apoiar já que estão ali em nome de Deus. Sua igreja deveria lhe acolher antes de tudo, os fiéis, seus irmãos em Deus, deviam lhe dar a mão e o seu pároco devia ter palavras que lhe ajudassem e não que te condenassem. E são justamente  esses que vão lhe privar da amizade, da compreensão, e do amor que Deus tanto pregou? A época da inquisição já terminou!
Olha, A, sou muito devotada a Deus. Tenho uma fé que move montanhas, mas não deixo que homem nenhum, tão mortal quanto eu, determine minha vida, seja ele pároco, pastor, papa, ou pai de santo. Meu Deus é diferente do deles, meu Deus perdoa, acolhe, claro que ele cobra, como todo Pai, mas dá a mão quando preciso. 
Não troque sua vida, sua possibilidade de ser feliz, por um violão que certamente será tão bem vindo em outras igrejas, ou por pessoas que não podem lhe acolher no momento em que vc mais precisa de amigos. 
Entendo sua angústia, também já me divorciei e é muito difícil, mas não deixe que o medo lhe paralise. Seja forte, aja com prudência, e tenha certeza de que Deus estará sempre ao seu lado. Dê notícias.

3 comentários:

Anônimo disse...

Nem Deus, mto menos Jesus Cristo, fizeram igrejas ou religiões, nem a bíblia eles escreveram. Só Moises apresentou os 10 mandamentos, pedindo q todos seguissem aquelas regras, mais nada.
Como seria sua vida se vc estivesse na Índia, no Nepal ou na Indonésia? Vc estaria com Buda, talvez Alah e decidiria seu casamento de outra maneira?Seu pároco e sua igreja pensam q sabem o q é melhor pra vc!

Lisane disse...

Olá Marcela
Nossa muito seria essa situação,me chamou muita a atenção.Ainda existem muitos casamentos e famílias,sendo destruídas por paixões que com o tempo vai passar,mas os estragos ficam em nós.Temos que lutar sempre pela nossa família.Bjos
Lindo seu trabalho,que Deus possa te usar muito para abençoar vidas.

Marcela disse...

Olá Lisane! Acho que jamais podemos batalhar para ser feliz esquecendo-nos de olhar para os lados. Ninguém é feliz passando por cima de alguém não é? Ninguém precisa ser infeliz a vida inteira, e nem deve ser! Mas é preciso sabedoria para fazer as coisas. Bjos e obrigada por participar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...